morocco-3794323_1920

A dieta mediterrânea teve seu reconhecimento como um padrão alimentar saudável pelo Departamento de Agricultura dos Estados Unidos nas Diretrizes Dietéticas para os americanos 2015-2020 e em vários guias clínicos elaborados pelas principais sociedades científicas americanas e europeias, como a American Heart Association (AHA), a American Stroke Association (ASA) e a European Heart Association (EHS), entre outras.

A dieta mediterrânea é a mais bem estudada e baseada em evidências para evitar não apenas doenças cardiovasculares, mas também outras doenças crônicas. A dieta está associada com a redução da incidência de doença cardiovascular em cerca de 30%, de diabetes mellitus em 40%, e de síndrome metabólica em cerca de 10%. O azeite é a principal fonte de gordura; produtos lácteos como iogurtes e queijos estão presentes, e, ainda, há um consumo de quantidades moderadas de peixe e aves. A maior parte dos alimentos que compõem essa dieta é pouco processada, e os açúcares aparecem em pequena quantidade.

Fonte: Sociedade Brasileira de Cardiologia
Atualizado em: 06/07/2019

Fonte: http://prevencao.cardiol.br/noticias/principal.asp?sessao=8&noticia=693

Deixe um comentário:

*

Seu endereço de email não será publicado

Copyright . Clinicordis . Todos os Direitos Reservados.